A riqueza dos bancos e a pobreza dos municípios

Resumo


Neste artigo procuramos demonstrar a razão pela qual, mesmo em períodos de recessão econômica,  as Instituições Financeiras” obtêm astronômicos lucros, e ao que parece, em perfeita sintonia com os interesses do Governo Federal pois lhe propicia ganho no IR independente de se ter ou não um projeto econômico eficiente para o desenvolvimento do país.

Neste contexto, com o lucro dos bancos (ano 2015) da ordem de 76,43 bilhões, o Governo  Federal obtêm uma receita da ordem de 20% daquele valor, amenizando sua incapacidade de gerar riquezas vinculadas ao desenvolvimento nacional.

Também, chamamos atenção, conforme esclarece a ex auditora federal, Dra. Maria Lúcia Fattorelli, para o mecanismo de como o uso da divida pública confere vantagens ao sistema financeiro e assegura ao Governo Federal forma de mascarar sua prestação de contas junto ao TCU (as chamadas pedaladas fiscais).

Nosso estudo contempla os 449 municípios (com mais de 50.000 habitantes) e 27 capitais demonstrando a possibilidade de se incrementar mais 71.696.075,84 R$/mês aos cofres municipais, estimados sobre uma arrecadação média mensal de 208.945.171,20 R$/mês.

Conforme se vê na última coluna, o incremento médio esperado, em R$/mês, será de:
Nas capitais      : 15,53% do valor arrecadado
Nos municípios : 67,46% do valor arrecadado

Neste artigo procuraremos demonstrar, sem, entretanto, querer caracterizar sonegação de impostos por parte das Instituições Financeiras, que os municípios podem estar perdendo considerável receita tributária tão necessária ao cumprimento de suas obrigações para com a sociedade fundada no Pacto Federativo.

As informações pertinentes aos valores acima, tiveram seu fundamento em teoria desenvolvida pelo autor deste artigo sobre dados extraídos das declarações que as Instituições Financeiras prestaram ao Banco Central (http://www4.bcb.gov.br/fis/cosif/estban.asp) e que produziram o quadro abaixo.

Do exame do quadro acima, vemos que as as atividades que mais propiciaram elevadas receitas às Instituições Financeiras são as referentes a RENDAS DE CAMBIO e RENDAS COM TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS, que tem pouca vinculação com as atividades relacionadas à geração do PIB, demonstrando que mesmo em situações de retração da economia é possível o crescimento dos lucros dos bancos.

Temos as seguintes explicações para as receitas das Instituições Financeiras:

  • • RENDAS DE CAMBIO – acha-se vinculada a desvalorização do Real frente ao Dólar ocorrida no período de 01/2014 à 11/2015.
  • • RENDAS COM TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS – aquisições de títulos do governo e sua posterior recolocação no mercado a preços superiores ao de suas respectivas compras,
  • • RENDAS DE ARRENDAMENTO MERCANTIL – rendas que tem vinculações com as atividades do setor produtivo, apresentaram um retração de 41,16 %, caracterizando descrença dos empresários no crescimento do país,
  • • RENDAS DE PRESTAÇÕES DE SERVIÇOS – rendas que têm direta relação com as atividades econômicas, apresentaram um crescimento de 8,89%, que, descontado a inflação de 6,41%, e 10,71%, respectivamente para os anos 2014 e 2015, totalizando-se em 17,12%, vemos que neste mesmo período houve, portanto, uma retração, na prestação de serviços da ordem de 8,23 %, que demonstra, claramente uma retração da economia no mesmo.

Portanto, a opinião do autor é de que os órgãos competentes, em função do que neste trabalho se busca demonstrar, procedam uma averiguação nas declarações que as Instituições Financeiras prestam ao Banco Central, e, se constatada sua procedência, sejam tomadas as devidas medidas corretivas.

Para maiores informações, acesse o documento completo ou entre em contato conosco.


Autor : Eng. Sebastião Carlos Martins
E-Mail : [email protected]
Fone : (31) 99645-0801

Acesse o site abaixo para informações complementares
http://www.bancax.org.br/destaques/lucro_dos_bancos/banqueiros-capturaram-o-estado-brasileiro-denuncia-ex-auditora-da-receita.html


Jornal – Riqueza dos bancos

Jornal - A riqueza dos bancos à custa da pobreza dos municípios. Conheça a análise (Resumo)

Acesse o resumo

Riqueza dos bancos 

A riqueza dos bancos à custa da pobreza dos municípios. Saiba como a recuperação do ISS devido pode afetar diretamente a receita do seu município

Acesse a análise

Acesse e leia mais sobre o Livro do ISS das Instituições financeiras e cartões

Acesse e leia mais sobre o Livro do ISS das Instituições financeiras e cartões

Pretendemos levar ao conhecimento da sociedade brasileira e do gestor público o nosso livroISS das Instituições Financeiras e Administradoras de cartões de crédito e débito”. 

 

Neste livro, objetiva-se despertar o leitor para o ISS das Instituições Financeiras, das Administradoras de cartões de crédito e débito e dos estabelecimentos prestadores de serviços que deles se utilização, bem como sugerir uma reforma tributária para os municípios com vista à melhoria de arrecadação tributária vinculada a tais atividades.

Obrigado por participar!!!

You have Successfully Subscribed!